FANDOM


O Labirinto de Lola
Snapshot 5f59ee83 3f5b7e3f
Nome O Labirinto de Lola
Escrito por [[Usuário:MorgaineLeFay|MorgaineLeFay]]
Data de lançamento 28 de setembro de 2013
Simsérie Viver a Vida em Estranhópolis

Cronologia
Capítulo Anterior Adeus à Adolescência
Próximo Capítulo O Passado Presente
Mudou-se

Propriedade

Viver a Vida em Estranhópolis - Capítulo 2: O Labirinto de Lola é de propriedade de MorgaineLeFay. A menos que a edição seja construtiva ou de poucos detalhes, peça permissão ao autor para editar a página.


Loki Bicudo resistiu por dez dias no porão de Olívia antes de falecer por inanição. O ambiente era horrível: por um cano solto, o esgoto da casa caía ali, e vários ratos e baratas faziam companhia a Loki. Ali estava ele: emparedado em vida, alimentando-se miseravelmente de animais, sem voz de tanto gritar. Um dia, a Dona Morte veio.

Por essa altura, Circe percebeu o que acontecia. Já havia visitado o delegado de polícia várias vezes, ameaçado-o com dinheiro e violência, mas entre os cidadãos de Estranhópolis havia um acordo que jamais foi conversado: Loki Bicudo não deveria voltar. Então, Circe acabou por descobrir que seu marido estivera na casa de Olívia Espectro no dia em que desapareceu, e entendeu tudo. Entendeu que haviam raptado uma criancinha de dentro do orfanato, e que haviam submetido essa criancinha a experiências horríveis, e que ela nem fizera aquilo por amor a Loki ou à ciência, e sim porque seguia o líder. Circe esteve cega, mas caiu em si, o que acarretou uma crise emocional tempestuosa.

Circe, de negro, já não conseguia mais manter as aparências. Precisava fazer as pazes com o passado, precisava do perdão de todos, precisava descobrir onde estava o túmulo do marido para movê-lo? Não, para destruí-lo? Antes que desse por si, estava pintando quadros em uma clínica psiquiátrica. 

Enquanto isso, para seu próprio espanto, Pascal Curioso descobria que além de feio, careta, estranho e pobre, estava grávido.

"Vamos ficar com ele", sugeriu seu irmão Vicundo docemente. "Este bebê é uma bênção, você não vê? Estamos em busca disso há anos, e agora que você conseguiu, não quer!" Pascal sempre replicava rudemente ao irmão. Era possuidor de uma mentalidade antiquada, e por isso acreditou que precisava de uma mulher para criar seu filho. Sim, uma mulher verde, mestiça ou mesmo alien, de quem poderia dizer ser o filho, a quem deu o nome de Tanton. Na verdade, o nome foi escolhido por Lazlo e Vicundo, que cuidaram do sobrinho enquanto Pascal testava a nova invenção de Vicundo e ia procurar uma das irmãs Singelas para seduzir. 

Em um domingo de sol, ele finalmente a encontrou. Lola era jovem, bonita, e ostentava na pele um agradável tom de verde.

Após menos tempo de namoro do que seria normal (é claro, não é Belavista, e sim Estranhópolis!), casavam-se e tinham sua primeira briga.

VVE 29

Mas isso não impediu que seguissem com a união. Com o pouco dinheiro que tinham, Pascal escolheu uma casa apertada e sem ventilação, de uma estrutura tão sem pé nem cabeça que Lola teve que consertá-la para que tivesse uma aparência mais Belavista e menos Estranhópolis. E, por isso, tiveram mais uma briga. Lola ingressou na carreira Oceanografia, ainda que não quisesse deixar Tanton com uma babá. Adorou o enteado, sentia-se mais sua mãe do que Pascal se sentia pai. Era o único consolo que tinha em sua triste vida conjugal. Em pouco tempo, estava grávida, o que só fez com que as brigas aumentassem. "Você deveria ter tomado a pílula! Agora vamos ter mais uma boca para alimentar!", gritou Pascal. "Essas duas bocas juntas comem bem menos do que metade da sua, seu animal!", gritava Lola de volta.

VVE 31

A situação tornou-se insustentável. Lola pediu o divórcio.

A situação tornou-se insustentável. Lola pediu o divórcio. "Não deveria ter me casado com você. Você não me ama, só se casou porque não consegue cuidar do filho! Não sei se você ama algo, não sei o que você é! Só quero que saia desta casa nesse instante, e nem pense em levar Tanton!"

Pascal saiu de casa exatamente como seu pai, Toutão Curioso, fazia, 46 anos antes. Ele não sabia que era irmão de Lola e Chloe, mesmo porque ambas eram muito mais novas que sua irmã Jeanie, o que afastava qualquer suspeita. Tudo o que sabia é que a mãe de sua ex esposa, Glabe, vivera em Estranhópolis, embora houvesse se mudado por algum motivo desconhecido, abandonando o marido, que se casou com Tigrana, mãe de Jeanie, Vicundo, Lazlo e Pascal.

Enquanto Pascal tentava resolver este dilema, Lola criava seus dois filhos.

VVE 32

Enquanto Pascal tentava resolver este dilema, Lola criava seus dois filhos.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória