FANDOM


Belo Amado Lar
Prévia 1x01.png
Nome Belo Amado Lar
Escrito por [[Usuário:Phom95|Phom95]]
Data de lançamento 20 de setembro de 2013
Simsérie [[Twinbrook Puzzles]]

[[Categoria:Capítulos de Twinbrook Puzzles]]


Cronologia
Temporada 1ª Temporada
Capítulo Anterior Início da Série
Próximo Capítulo Antes e Depois
Mudou-se.png

Propriedade

Twinbrook Puzzles - 1x01 - Belo Amado Lar é de propriedade de Phom95. A menos que a edição seja construtiva ou de poucos detalhes, peça permissão ao autor para editar a página.


Dados

Belo Amado Lar é o primeiro episódio da simsérie Twinbrook Puzzles, que começou a ser escrito em 3 de julho de 2013, e foi finalizado em 6 de julho de 2013. Apenas oito dos dez personagens fixos aparecem no episódio, que não conta com a participação de Edward Gladwin e Jessica Dawson. Susan Garrett é a única personagem secundária que aparece neste episódio, em uma conversa com sua melhor amiga Sylvia Wright.

"Belo Amado Lar" possui uma peculiaridade, pois foi retratado em dois lugares diferentes: Twinbroook, que é o local em que toda a trama se desenvolve, e Sunset Valley, que era a antiga cidade do casal Cameron Braxton e Selma Portland.

Episódio

– Querida, você tem certeza de que é isso mesmo que deseja? – Perguntou o gentil senhor, chamado Cameron Braxton, para sua jovem esposa, que o ouvia, embora um pouco distante.

– Querido, as coisas mudaram muito desde que te conheci. – Respondeu a mulher, chamada Selma Portland. – Digo, eu ainda quero as mesmas coisas, continuo querendo me tornar uma CEO, assim como você. Mas não aqui, não desse jeito. Conhecer você mudou bastante o meu modo de ver o andar de minha vida. Quero conhecer novas pessoas, novos lugares. Quero criar uma família ao seu lado, meu amor.

O idoso se felicitou bastante ao ouvir aquela declaração. Aquele era o momento em que as vidas dele e de sua esposa iriam mudar, talvez definitivamente.

TP 1x01 Imagem1.jpg

Selma Portland e Cameron Braxton admiravam pela última vez a casa, agora vazia, em que os dois moravam juntos, há quase dois anos e meio.

Selma Portland e Cameron Braxton admiravam pela última vez a casa, agora vazia, em que os dois moravam juntos, há quase dois anos e meio, quando se casaram, e Cameron decidiu se mudar para a casa de sua esposa.

Selma Portland estava pronta para deixar Sunset Valley, mas seu marido acreditava que ela ainda poderia estar um pouco apegada ao local. Uma pessoa não poderia estar tão ansiosa para deixar a cidade em que nasceu, cresceu e prosperou. A mulher, no entanto, fazia questão de se lembrar de certos acontecimentos recentes, que reiteravam a necessidade da mudança. Cameron, apesar dos bons momentos em Sunset Valley, também assumia que era hora de recomeçar, pois antes de conhecer Selma, sua vida não estava indo muito bem. Qualquer outra cidade com certeza aceitaria o excelente empresário que ele era.

– Vamos, então? – Perguntou ele à esposa, enquanto guardava suas últimas malas.

– Sim, vamos. – Ela respondeu, decidida.

O casal terminou de arrumar as malas e partiu. Há alguns meses, Cameron começou a procurar casas na internet, e acabou encontrando uma majestosa mansão, na cidade de Twinbrook, que acabara de ser desocupada por seus antigos donos. Era o local perfeito, e o velhinho não hesitou ao clicar no botão “Comprar”. A Van-4-Para-Toda-Obra vermelha do casal estava prestes a deixar Sunset Valley, quando Cameron disse:

– Não quer dar uma última olhada, amor? Afinal, é a cidade em que você nasceu...

– Não, não. – Ela respondeu. – Talvez seja melhor assim.

TP 1x01 Imagem2.jpg

– Não quer dar uma última olhada, amor? Afinal, é a cidade em que você nasceu... – Não, não. – Ela respondeu. – Talvez seja melhor assim.

Em Twinbrook, a conversa não era outra. Todos os habitantes da cidade comentavam sobre a chegada dos novos moradores da Morada Ancestral. Não que Twinbrook fosse uma cidade pequena, em que todos as mudanças rapidamente se tornavam fofoca. Só que não se tratava de qualquer casa, e muito menos de qualquer habitante:

– Cameron Braxton? Aqui em Twinbrook? – Espantou-se uma mulher. Seu nome era Sylvia Wright, era morena, estava em seus trinta e poucos, e já fazia alguns anos que ela trabalhava na torre empresarial da cidade.

TP 1x01 Imagem3.jpg

– Cameron Braxton? Aqui em Twinbrook? – Espantou-se uma mulher. Seu nome era Sylvia Wright, era morena, estava em seus trinta e poucos, e já fazia alguns anos que ela trabalhava na torre empresarial da cidade.

– Loucura, não é? – Respondeu sua colega, chamada Susan Garrett. – Ouvi uma das recepcionistas comentando o assunto. Parece que já faz meses que ele e a esposa pensam em se mudar para cá. Também ouvi que teremos uma reunião amanhã para conhecermos o chefe.

– Ele e a ESPOSA? – Sylvia voltou a se indignar. – Incrível, não é? Já faz anos que trabalhamos na filial da empresa dele, e nunca ouvimos uma palavra sequer sobre a vida pessoal do Sr. Braxton... Sempre pensei que ele fosse um daqueles solteirões endinheirados que gostasse de sair com garotinhas, e nada de compromissos.

Susan começou a rir.

– Ora, você achou que era a única? Nem mesmo os gerentes da empresa aqui em Twinbrook sabiam que ele era casado. E parece que a madame também se interessa pelo ramo, pois será nossa colega.

– Não diga?! – Exclamou Sylvia. – Como você mesma disse naquela conversa há dois meses, ainda há muitas coisas no mundo para nos surpreenderem...

– Pois é... E tem mais, pelo que eu vi na ficha pessoal dela, que estava na mesa do Sr. Torres, ela não aparenta ser muito mais velha que nós. E ainda usa seu sobrenome de solteira, não adotou o Braxton depois de casada.

– Então não nos enganamos completamente, certo? – Sylvia disse com um tom de zombaria. – Afinal, o vovô realmente se interessa por mulheres mais novas. – Ela e Susan começaram a rir. – De qualquer forma, que fofoca, hein... Por que será que ela não quis assumir o nome do marido? Ele é um empresário de sucesso, não há vergonha no nome Braxton.

– Vai saber... – Disse Susan. – Bom, só sei que todos na empresa estão em certo nível de pânico... Afinal, aí vem o maior dos chefes, não é mesmo? É bom que comecemos a caprichar em nossos trabalhos, ou então poderemos dizer adeus ao Edifício de Produtos de Ponta... Mudando um pouco de assunto, como você está?

– Ah, Susan, não se preocupe com isso... – Sylvia alterou rapidamente sua feição. – Já disse a você que estou me sentindo muito melhor, quero esquecer tudo isso!

– Tudo bem, então... – Susan voltou a dizer, revirando os olhos.

A prova de que nem toda mudança era motivo de comentários foi a vinda de um novo inquilino para a casa do jovem James Montgomery. Fabius Norwood era um estudante extremamente aplicado, que decidiu se mudar para Twinbrook para começar sua residência médica, e o Hospital da Fundação Twinbrook era famoso na região por seu programa cirúrgico. Quando James comprou sua casa não estava realmente interessado em um colega de quarto, mas no momento em que as contas começaram a apertar o seu bolso, e a afetar as contas de seus pais, não houve alternativa, senão anunciar que ele estava procurando alguém para dividir um espaço com ele.

– Muito prazer, sou Fabius Norwood, seu colega de quarto. – Disse o jovem.

TP 1x01 Imagem4.jpg

– Muito prazer, sou Fabius Norwood, seu colega de quarto. – Disse o jovem.

– O prazer é meu, me chamo James Montgomery. Por favor, entre, pode ficar à vontade. Seu quarto é no porão, pelo jeito quem construiu a casa não pensou muito bem nos hóspedes.

– Ora, não há problema... – Respondeu Fabius. – Realmente não me incomoda... E então, James, o que você faz para se divertir nessa cidade?

– Bem, não há muito para fazer, pelo menos não para mim. Então fico em casa e fico jogando no computador. – Disse James, um pouco envergonhado. Fabius riu.

– Ora, James, eu estou vendo que seremos grandes amigos...

TP 1x01 Imagem5.jpg

– Ora, James, eu estou vendo que seremos grandes amigos...

Em outro canto da cidade, não muito distante da casa de James e Fabius, duas irmãs, famosas por serem as melhores estilistas da região, mas também famosas por serem românticas incorrigíveis e desapegadas, conversavam durante o expediente. Eram umas das poucas pessoas que não sabiam, e sequer se importavam com a chegada do grande magnata Braxton, e sua esposa Selma Portland.

– Ei, Thereza, meus parabéns, garota! – Exclamou Helena Allard. – Fiquei sabendo que finalmente conseguiu se tornar um Fenômeno da Moda. E eu aqui, ainda batalhando como Sommelier de Tecidos...

– Ah, obrigada Helena... – Respondeu Thereza. – Você sabe que fez parte dessa conquista, não posso deixar de reconhecer. Todas aquelas noites em claro me ajudando a criar novas roupas, novos penteados, novas combinações. Eu só tenho a te agradecer.

– Ora, você é realmente a melhor irmãzinha do mundo, venha cá, me dê um abraço! – As irmãs se abraçaram, contentes uma pela outra. – E então, vai ficar aqui até o fim do expediente ou vai comemorar? Se for sair, me chame!

TP 1x01 Imagem6.jpg

– Ora, você é realmente a melhor irmãzinha do mundo, venha cá, me dê um abraço!

– Não, comemorar que nada... Vou me encontrar com Peter, ouvi dizer que ele está na piscina treinando.

– Peter? Peter Andrews? – Perguntou Helena um pouco surpresa. – Você ainda está se encontrando com ele? Coitado do garoto, Thereza, pare de lhe dar falsas esperanças, ele parece ser um rapaz legal. Ficará magoado quando souber...

– Não, não, Peter não faz parte da coleção... – As irmãs voltaram a rir. – Eu simplesmente gosto de ficar com ele, é muito bom mesmo. E já acertamos a questão do compromisso, ele também não está interessado em nada sério... Estamos juntos só pelo prazer, e nós dois sabemos disso.

– Você não tem jeito, daqui a alguns dias estará pior do que eu...

– Nunca! – Exclamou Thereza. E elas riram novamente antes que a garota deixasse o Salão de Beleza.

Thereza já havia percorrido aquele caminho várias vezes. Afinal, para ela, era sempre um enorme prazer assistir ao nado de Peter Andrews, um garoto riquinho que sempre procurava manter seu corpo em forma, e ficar bem de saúde. Os dois se conheceram em seu tempo de escola, e rapidamente se associaram um ao outro, afinal, eram duas pessoas que não poupavam esforços para conseguir o que queriam. Peter morava sozinho em uma casa de porte médio, embora possuísse um grande terreno no bairro nobre da cidade. De acordo com ele, a terra seria utilizada para quando ele se casasse com a mulher de sua vida.

– Ei, gatinho! – Chamou Thereza ao avistar os cabelos loiros do garoto. Peter procurou quem o chamava, e, ao ver quem era, deu um sorriso para a amiga. Ele saiu da piscina e foi ao seu encontro.

– Oi, o que faz aqui? – Perguntou o garoto.

– Oi, Peter. Bem, eu soube que você estava treinando e simplesmente não podia perder... Venha cá me dar um beijo. – Disse Thereza. Os dois se beijaram apaixonadamente.

TP 1x01 Imagem7.jpg

– Oi, Peter. Bem, eu soube que você estava treinando e simplesmente não podia perder... Venha cá me dar um beijo. – Disse Thereza. Os dois se beijaram apaixonadamente.

– Então, continuo a ser sua principal diversão? – Ele voltou a perguntar.

– Ora, não vá dizer-me que deixei de ser a sua... – Os dois amigos riram juntos e se beijaram mais uma vez. – E então, já conseguiu alguma coisa?

– Não, simplesmente não consegui nenhuma resposta... – Peter disse um pouco aborrecido. – Mas não deixarei de tentar, eu prometo. Em breve reconheceremos que a espera valeu a pena. E então, tem algum plano para hoje à noite?

– Não, por acaso não tenho... – Thereza respondeu pensativa.

– Bem, então já sabe o que significa, não é? Espero você lá em casa. – O garoto piscou para Thereza, enquanto ela deixava a piscina comunitária.

Foram quase seiscentos quilômetros, até que Cameron Braxton e Selma Portland passassem pela entrada da cidade de Twinbrook. Selma dormira durante quase toda a viagem, e se espantou quando a Van-4-Para-Toda-Obra de Cameron parou em frente a uma enorme mansão, com um jardim impressionantemente exuberante, e uma imponência majestosa. Aquela era a Morada Ancestral.

TP 1x01 Imagem8.jpg

(...) e se espantou quando a Van-4-Para-Toda-Obra de Cameron parou em frente a uma enorme mansão, com um jardim impressionantemente exuberante, e uma imponência majestosa. Aquela era a Morada Ancestral.

O casal desceu do carro e, quando chegaram à porta da mansão, Cameron surpreendeu sua esposa, pegando-a no colo:

– Façamos de conta que é nossa lua de mel... Faço questão de te carregar para dentro de nosso novo lar. – Disse o senhor.

TP 1x01 Imagem9.jpg

Cameron surpreendeu sua esposa, pegando-a no colo: – Façamos de conta que é nossa lua de mel... Faço questão de te carregar para dentro de nosso novo lar. – Disse o senhor.

Selma não podia estar mais feliz, em uma nova casa, em uma nova cidade, com o amor de sua vida. É claro que, no entanto, ela tinha que reclamar de algo:

– Amor, eu só não concordo com uma coisa... – Disse ela enquanto Cameron descia as escadas, após seu banho. – Acho que temos plantas demais, não concorda? Digo, é um lindo jardim, mas creio que não precisamos de tudo isso... Posso chamar um jardineiro?

– Faça o que você quiser, minha linda... – Disse ele.

Selma procurou no catálogo, e ficou um pouco decepcionada ao perceber que havia apenas uma empresa de jardineiros na cidade. Mas tratou logo de se recompor, afinal, estava em Twinbrook para recomeçar. Era necessária uma readaptação. Já estava na hora de superar todos os luxos que tinha em Sunset Valley:

– Olá, poderia me mandar o seu melhor jardineiro, por favor? – Disse ela, ao telefone. – Para a Rua dos Ventos Uivantes, número 16. Obrigada.

Não demorou muito para que um garoto franzino, tímido, aparecesse na Morada Ancestral. Selma tratou de descer para recebê-lo. Cameron havia saído de casa há algum tempo, para acertar a entrada dele e de sua esposa na empresa comercial da cidade, que, por acaso, pertencia a ele. Mesmo tendo certeza de quem ele era, Selma resolveu perguntar:

– Pois não?

– Desculpe. – Disse o garoto um pouco nervoso. Ele sempre ficava um pouco incomodado ao lidar com pessoas bem mais ricas do que ele. – A senhora contratou um jardineiro para cuidar de suas plantas... Bem, meu nome é James Montgomery.

TP 1x01 Imagem10.jpg

– A senhora contratou um jardineiro para cuidar de suas plantas... Bem, meu nome é James Montgomery.

– Muito prazer, Sr. Montgomery – Disse Selma. Ela ficou ainda mais desapontada. Agora tinha certeza de que aquilo que queria não seria cumprido. – Bem, estou precisando me livrar de algumas dessas plantas aqui, mas não quero tirar a beleza do jardim... Será que pode fazer isso?

– Claro, senhora... – Respondeu James. – É pra já!

Não foi necessário mais de uma hora, para que o jovem James voltasse a chamar a Sra. Portland, para lhe mostrar como ficara seu novo jardim. Estava realmente mudado. As plantas que a mulher considerava feias foram totalmente substituídas por árvores encantadoras. Selma não poderia estar mais contente.

– James, eu estou impressionada! Muito obrigada mesmo! – Ela abraçou o garoto, deixando-o mais tímido ainda. – Ora, me desculpe... Posso te chamar de James?

TP 1x01 Imagem11.jpg

– James, eu estou impressionada! Muito obrigada mesmo! – Ela abraçou o garoto, deixando-o mais tímido ainda.

– Não, não, Sra. Portland, claro que sim... Que bom que gostou, obrigado.

– Depois do que fez em meu jardim, pode me chamar de Selma...

O jardineiro partiu para casa bastante feliz aquele dia, embora estivesse bastante envergonhado. Seu trabalho fora reconhecido e elogiado pela mulher do maior magnata da cidade. E em seu primeiro dia naquela casa. James Montgomery não podia pedir por nada melhor. Selma, no entanto, se preocupava com a demora do marido, e resolveu ligar para ele:

– Cameron, querido?

– Olá Selma, meu amor... – Respondeu o homem.

– E então, onde você está? – Ela disse. – Que horas vai voltar para casa?

– Ah, amor, vou precisar resolver algumas coisas aqui na empresa antes de voltar... Se não quiser, não precisa me esperar acordada, mas daqui a pouco estarei aí. – Disse ele, desligando o carro.

TP 1x01 Imagem12.jpg

– Ah, amor, vou precisar resolver algumas coisas aqui na empresa antes de voltar... Se não quiser, não precisa me esperar acordada, mas daqui a pouco estarei aí. – Disse ele, desligando o carro.

– Bom... Então está bem. Um beijo. Eu te amo.

– Também te amo, querida – Ele disse, desligando o telefone, descendo do carro, e entrando no cemitério.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória