FANDOM


Pisando em Gelo Fino
Nova Belavista - Capítulo 2.jpg
Nome Pisando em Gelo Fino
Escrito por [[Usuário:Mar99 wiki|Mar99 wiki]]
Data de lançamento 15 de novembro de 2012
Simsérie Nova Belavista
Classificação A leitura é aberta para todos os públicos. Livre

Cronologia
Capítulo Anterior Em Problemas
Próximo Capítulo Um Novo Dia Caliente
Mudou-se.png

Propriedade

Nova Belavista - Capítulo 2: Pisando em Gelo Fino é de propriedade de Mar99 wiki. A menos que a edição seja construtiva ou de poucos detalhes, peça permissão ao autor para editar a página.


Um dia normal na vida da família dos Encantos. Maria José foi para o trabalho, e Ângela e Lílite estavam na escola. Daniel decidiu renovar seu caso com Catarina. Algo que eles não sabiam é que Maria José voltara mais cedo do trabalho. Ela saiu do carro e bateu a porta. Correu para dentro de casa para contar as boas novas.

– Daniel! Daniel! – entrou batendo a porta. – Cadê você?! Tenho boas novas!

Maria José abriu a porta e seu coração se partiu em mil pedaços. Seu marido estava na cama com a empregada da família, Catarina Langerak.

–Eu... Eu não acredito nisso! – gritou Maria José.

Nova Belavista - Capítulo 2 (01).jpg

"O que tem para explicar, Daniel dos Encantos?! Você está na cama com outra mulher que não é sua esposa! ISSO tem uma explicação plausível?"

– Maria?... Eu... Eu posso explicar! – protestou Daniel.

– O que tem para explicar, Daniel dos Encantos?! Você está na cama com outra mulher que não é sua esposa! ISSO tem uma explicação plausível? – gritou Maria José.

– É... É melhor eu ir. – Catarina levantou-se, mas foi interrompida.

– Não. Você fica. – interviu Daniel. – Você fica onde está.

O clima estava muito pesado no quarto. Daniel estava ao mesmo tempo surpreso, mas também um pouco indiferente, como se isso fosse à coisa mais normal do mundo. Maria José estava fragilizada, e perdia a raiva aos poucos. Catarina sentia-se envergonhada de tudo. Quis se esconder debaixo das cobertas e deixar o furacão passar.

– Eu... não acredito. – disse Maria José para si mesma, saindo do quarto – Isso não pode estar acontecendo.

– Maria José, eu... – continuou Daniel, seguindo-a.

– Me deixe em paz, Daniel. – Maria disse baixo. – Eu...

– Não importa Maria. – Daniel começou a ser rude. – Você vai apenas calar a boca e escutar.

– Fale, então. – disse Maria.

– Se você não fosse tão egoísta, eu não teria te traído. – disse Daniel.

– Incrível Daniel. Você não tem escrúpulos? – perguntou Maria.

– Todo dia você fica no seu trabalho e quando volta pra casa, não quer saber de mim. É como se tivesse nojo de mim. – explicou Daniel.

– Eu não estou com humor pra isso, Daniel. – disse Maria, começando a se estressar – Você age como se tudo isso fosse a coisa mais normal do mundo!

Snapshot cdae71fd 7dae8e52.jpg

"Olha, eu ainda não sei por que continuamos juntos. Eu cansei. Eu quero o divórcio."

Lílite e Ângela voltaram da escola. Ângela saiu correndo para mostrar sua nota para os pais, mas ao as duas passarem da porta da frente, Lílite evitou que Ângela continuasse.

– Olha, eu ainda não sei por que continuamos juntos. – Daniel falou – Eu cansei. Eu quero o divórcio.

Ao terminar de dizer essas palavras, Ângela deixou o caderno cair, chamando a atenção dos pais, que até agora estavam distraídos um com o outro. Ângela começou a chorar e correu para o seu quarto. Lílite continuava naquele lugar, boquiaberta.

– O que você está vendo, Lílite? – hostilmente perguntou Daniel. – Estou falando com a sua mãe. Você vá para o seu quarto agora.

Lílite juntou o caderno da irmã e subiu as escadas. Catarina, pensando que o furacão já havia passado, entrou na sala de estar, mas ainda encontrou os dois discutindo.

– Agradeça que eu sou um ex-marido bonzinho, e vou deixar você aqui por mais cinco dias. – Daniel ironizava. – E a partir de agora, a Catarina vai morar aqui. – Daniel virou-se para Catarina – Aceita ser a minha noiva?

Catarina era tímida, e não queria magoar a Maria José, mas aceitou em silêncio, embora Daniel quisesse que ela gritasse para todos ouvirem. E fazer Maria José se sentir pior ainda.

Nova Belavista - Capítulo 2 (03).jpg

"Garotas, quero que conheçam a sua nova madrasta."

A noite caiu. Catarina serviu o jantar. Ângela e Lílite desceram em silêncio as escadas.

– Garotas – começou o pai – Quero que conheçam a sua nova madrasta.

– Madrasta? – Ângela surpreendeu-se.

– Você não tem vergonha na cara mesmo, não é, Daniel? – resmungou Lílite.

– Sou seu pai, Lílite. Você me deve respeito. – Daniel retrucou.

–Espero que se acostume com isso, Daniel. – Ângela protestou. – Você agora é merecedor de todo o desprezo do mundo.

Nova Belavista - Capítulo 2 (04).jpg

"Espero que se acostume com isso, Daniel. Você agora é merecedor de todo o desprezo do mundo."

Daniel e Lílite ficaram boquiabertos. Nunca viram a Ângela retrucar desse jeito, responder para um dos seus pais.

– Você... – continuou Daniel, ainda chocado – Vá para o seu quarto. Vai ficar sem jantar.

Ângela subiu as escadas bufando de raiva. Lílite continuava boquiaberta.

– Você não vem jantar, Lílite? – perguntou Catarina.

– Não pense que agora você é a minha madrasta que eu vou gostar de você. – disse Lílite. – Com licença.

Retirou-se escada acima. Catarina não queria substituir a ninguém. Queria que todos vivessem bem, mesmo ela sendo a nova esposa de Daniel. Lílite subiu as escadas e entrou no quarto de Ângela.

Nova Belavista - Capítulo 2 (05).jpg

"Se você veio aqui para brigar, pode ir dando meia volta."

– Se você veio aqui para brigar – começou Ângela – pode ir dando meia volta.

– Não, não vim pra isso. – respondeu Lílite. – Só quis saber o que te fez ficar tão revoltada como ficou lá embaixo.

– Posso desabafar com você? – perguntou.

– Claro. Somos irmãs, não somos? – respondeu.

– É que sempre vi papai como um exemplo a ser seguido. – Ângela começou a falar – Ele sempre era tão determinado, não sei como conseguiu fazer isso. Eu o odeio agora. O odeio mais do que tudo agora.

– Pulei pra segunda da lista agora. – riu Lílite.

Nova Belavista - Capítulo 2 (06).jpg

"Sei lá, quem sabe podemos nos apoiar mais."

– Lílite, porque brigamos? – perguntou Ângela.

– Não sei. – Lílite respondeu. – Éramos assim desde crianças. Acho que nos costumaram mal. Eu sempre gostei de cores mais claras. Me lembro como se fosse hoje... Nós na sala de jantar... Era nosso aniversário.

– ...e te deram uma boneca toda bonita e colorida. – Lílite completou. – Fiquei com ciúmes, mas só me deram uma toda suja, meio esfarrapada. Me lembro que já era preta quando me deram. Me acostumaram com o preto.

Pararam um pouco.

Nova Belavista - Capítulo 2 (07).jpg

"Nós odiamos ao nosso pai."

– Sei lá, quem sabe podemos nos apoiar mais. – disse Lílite.

– Agora estamos ligadas por um elo em comum. – disse Ângela.

– Nós odiamos ao nosso pai. – falaram em uníssono.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória