FANDOM


Descobrindo a Verdade
Motherlode Capítulo 1.jpg
Nome Descobrindo a Verdade
Escrito por [[Usuário:João PDF|João PDF]]
Data de lançamento 26 de abril de 2014
Simsérie Motherlode
Classificação A leitura não é recomendada para menores de 14 (catorze) anos. 14 anos

Cronologia
Temporada 1
Próximo Capítulo A Busca Começa
Mudou-se.png

Propriedade

Motherlode - 1x01: Descobrindo a Verdade é de propriedade de João PDF. A menos que a edição seja construtiva ou de poucos detalhes, peça permissão ao autor para editar a página.

Descobrindo a Verdade é o primeiro capítulo da simsérie Motherlode, de João PDF.

Capítulo

Era um dia chuvoso. André e sua namorada, Joana, resolveram passar o dia em casa devido à tempestade. A previsão do tempo os desanimava, afirmando que o tempo fechado permaneceria por algumas semanas. Muitos raios caíam pelo bairro, assustando um pouco o casal. Eles então tentavam achar alguma forma de se distrair em casa.

– O que você sugere? Ver TV, ler uns livros... – Perguntava André.

– Acho que nós poderíamos simplesmente relaxar, deitar no sofá e dar uns amassos... – Respondia Joana.

Como ela sugeriu, eles namoraram no sofá por algum tempo, até que decidiram cozinhar algo. Decidiram fazer panquecas.


Após comê-las, ficaram entediados. Decidiram relaxar na cama, e logo acabaram por transar.Após a transa, eles realmente ficaram sem opções, e André sugeriu:

– Por que não vamos dar uma olhada lá fora? Não vai nos matar!

– Está louco? É um milagre que essa chuva não tenha carregado essa casa!

– Não exagere. Venha aqui, vamos colocar umas jaquetas.

– Ah, merda... ok, ok. Mas eu não vou ficar lá fora por muito tempo!

– Certo, só vamos dar uma olhada.

Após colocarem os agasalhos, os dois foram em direção a porta, dar uma olhada no exterior. A chuva estava forte, bem como a ventania, o que motivou Joana voltar para dentro o mais rápido possível. André quis ficar mais um pouco. Porém, isso pode ter sido a decisão errada.

Enquanto estava do lado de fora, André sentou num banco e observou a chuva cair, praticamente ignorando os raios que estariam atingindo a região. Quando Joana começa a exigir que ele entre, ele se levanta e o pior acontece: um raio o atinge.

– ANDRÉ! NÃÃÃÃO!!! – Grita Joana.

Ela então vai até ele, o carrega para o lado de dentro e o deixa no sofá. Desesperada, começa a perguntar se ele está bem.

– O QUE HOUVE? O QUE HOUVE? CONSEGUE ME OUVIR?!

– Oh m-merda... acho q-que sair de casa não foi a melhor ideia que eu já tive.

– Você acha? – Responde Joana, num tom sarcástico.

– Mas que porra... que cristal verde é esse na sua cabeça? – Perguntava André, curioso.


Joana simplesmente para de falar e se dirige ao banheiro. Ela então urina, vai direto pra sala e pega um livro na estante. Ao pegar o livro, um medidor surge na cabeça dela, confundindo André ainda mais.

– QUE PORRA É ESSA, MULHER? FALE COMIGO!!! – Gritava ele, sem resposta.

Quando ela se levanta, André fica sem ideias e simplesmente a beija. Com o beijo, o cristal some e ela recobra a consciência.

– O que aconteceu? – Pergunta ela, confusa.

– Um tipo de cristal apareceu na sua cabeça e parece ter te controlado.

– Oh...

Eles então começam a perceber que certos balões e ícones começaram a aparecer enquanto conversavam, o que também os deixou bastante confusos.

– Acho que podemos procurar alguém para descobrir o que é isso.

– Também acho. Vamos pro carro, eu conheço uma mulher que talvez possa nos ajudar.

– Calmaí, André – diz Joana – você acabou de ser acertado por um raio. É melhor descansar por algum tempo antes de partirmos.

E assim, André tomou um banho e cochilou. Após acordar, os dois entraram no carro e foram para a casa de uma famosa cigana da vizinhança, mesmo que muitos no local a considerassem uma louca.


A casa ficava nas extremidades da cidade, numa grande floresta. Ao chegarem lá, encontraram a tal cigana. O casal entrou na pequena sala onde ela trabalhava e começou a conversar.

– Vocês precisam ter muita coragem para sair de casa e vir até aqui com este mau tempo. – Diz a cigana. – do que precisam?

– Nós passamos por certos acontecimentos estranhos. Um tipo de cristal apareceu em cima da cabeça da Joana e controlou-a! Além disso, quando o cristal a mandou ler um livro, uma barra estranha apareceu. – Responde André.

– Depois disso, quando conversamos sobre o que aconteceu, balões de fala e ícones de pessoas com mãos dadas apareceram – Completou Joana.

A cigana ficou surpresa, ficou em silêncio. Ela deu um suspiro, e disse:

– Então, vocês são Sims despertos.

– Como assim? – perguntava André.

– Sims despertos são sims que "acordaram" e são capazes de ver os ícones ocultos que normalmente, só "O Jogador" pode ver. Eles são capazes de saber a verdade oculta deste mundo.

– O que seria essa verdade oculta? – diz Joana, assustada.

– O mundo que conhecemos é uma farsa. Todos nós somos apenas dados de personagens em um famoso jogo de computador, conhecido como "The Sims 2".

Isto deixou ambos André e Joana chocados. Ele então perguntou:

– Mas como nós "despertamos"? Não houve nada de muito incomum...

– Sims podem ser despertos por um bug no jogo. Este bug pode ocorrer quando o Sim é atingido por um raio, vomita ou se torna um zumbi. Os despertos podem acordar sims dormentes através de uma interação social, amigável ou romântica.

– Oh meu Deus! Eu fui atingido por um raio, e quando beijei Joana, o prisma sumiu...

– Isto significa que você despertou por um bug, e despertou Joana com o beijo. Porém, é melhor saírem daqui rápido. "O Jogador" pode achá-los, e vocês irão encarar severas consequências. – diz a Cigana.

– Não existe um lugar seguro?

– Na verdade, existe uma vizinhança secreta. "O Jogador" pensa que ela foi excluída, mas na verdade ela está lá, e é uma colônia inteira de sims despertos e seguros.

– COMO PODEMOS ENTRAR NELA?!? – Perguntava Joana, desesperada.

– Para isto, vocês precisam encontrar um portal oculto no Centro da Cidade. Existe um grande sábio que está constantemente viajando, ele sabe como abrir o portal.

– Isto vai ser trabalhoso. – Afirmou André. – Mas se é necessário, vamos lá.

O prisma logo aparece sobre a cabeça da cigana. Logo em seguida, um túmulo aparece do nada.

– O QUE É ISSO? O QUE É AQUELE TÚMULO?! – Grita Joana.

– Eu não sei! – Responde André.

De repente, a cigana se levanta, coloca as mãos sobre sua barriga e cai no chão, morta. O casal fica chocado, vai para o carro e volta para casa. Eles então se prepararam fisicamente para procurar pelo sábio. Comeram, fizeram exercícios e dormiram.

Ao acordarem, botaram suas roupas casuais e foram para o carro, se dirigindo ao Centro da Cidade.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória