FANDOM


Protegendo os Amantes
Feridas Antigas - Capítulo 2 (capa).jpg
Nome Protegendo os Amantes
Escrito por Mar99 wiki
Data de lançamento 15 de Agosto de 2014
Simsérie Feridas Antigas
Classificação A leitura é aberta para todos os públicos. Livre

Cronologia
Capítulo Anterior Um Novo Começo
Próximo Capítulo Pondo os Pingos nos "I"s
Mudou-se.png

Propriedade

Feridas Antigas - Capítulo 2: Protegendo os Amantes é de propriedade de Mar99 wiki. A menos que a edição seja construtiva ou de poucos detalhes, peça permissão ao autor para editar a página.


– Não, não. – falou Coralina, acalmando os dois jovens ariscos – Entrem. Nós ouvimos bastante sobre vocês. Vamos fazer um chá para que a senhorita Caputo melhore.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (01).jpg

Ninguém falou nada, até que Coralina surgiu da cozinha com uma xícara.

Todos entraram, e Coralina foi para a cozinha fazer um chá. Julieta estava tremendo, e Romeu ajudou-a a sentar. Ninguém falou nada, até que Coralina surgiu da cozinha com uma xícara, e alcançou-a para Julieta. Esta, que estava olhando para baixo e frágil, levantou os olhos e estendeu a mão até a xícara. Tremendo e gole por gole, o chá se foi.

– Obrigado pelo chá, dona Coralina. – falou Julieta.

– Não é nada, senhorita Caputo. – falou Coralina – O chá estava bom?

– Muito. Agradecemos a gentileza, dona Coralina. – falou Julieta – Acontece que eu e o Romeu nos amamos, mas nossos avós não aceitem, por causa da rixa boba deles.

– Desculpe me intrometer, mas seus avós nunca citaram o porquê dessa rixa? – perguntou Márcia, curiosa.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (03).jpg

"Eles nunca disseram nada para nós. Só diziam que "era, foi e vai sempre ser assim"."

– Nunca! – falou Romeu, com um tom de revolta – Eles nunca disseram nada para nós. Só diziam que "era, foi e vai sempre ser assim".

– Bem, só quero dizer que se vocês precisarem de ajuda ou conselho, nós estaremos aqui para lhe ajudar. – falou Coralina.

– Muito obrigado, senhor e senhora Bonevelho! – respondeu Romeu.

– Somos amigos agora? – falou Julieta, com uma ponta de felicidade.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (02).jpg

"Somos amigos agora?"

– Claro que sim! – respondeu Jeanie, prontamente.

– Podem parar de nos chamar de senhor e senhora. – falou Hervano, com um sorriso – Nos chamem de Hervano e Coralina.

– Está bem. – falou Romeu.

A noite chegou, o que iniciou as despedidas.

– Está ficando tarde. – falou Coralina – Romeu, venha comigo e Márcia. Nós o levaremos para casa. Hervano e Jeanie levam Julieta.

– Ah, vocês não deviam se incomodar conosco. – falou Romeu, levantando-se de prontidão.

– Está ficando escuro. Seus avós vão querer saber aonde vocês estavam. – falou Hervano, levantando-se também.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (05).jpg

Hervano, Julieta e Márcia foram andando...

Feridas Antigas - Capítulo 2 (06).jpg

... e Coralina, Romeu e Jeanie foram de carro.

Todos saíram da casa. Hervano, Julieta e Márcia foram andando, e Coralina, Romeu e Jeanie foram de carro. O primeiro destino alcançado foi a Mansão Caputo. Todos subiram os degraus com calma e sem falar nada, até que chegaram à porta e tocaram a campainha. A casa era bastante elegante, mas a atenção de Hervano e Jeanie foi puxada logo para Consorte, que apareceu na porta, com cara de poucos amigos. Sem dar muita importância para as visitas, iniciou a gritar:

Feridas Antigas - Capítulo 2 (07).jpg

primeiro destino alcançado foi a Mansão Caputo. Todos subiram os degraus com calma e sem falar nada, até que chegaram à porta e tocaram a campainha.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (08).jpg

"Por que não me avisou onde estava? A senhorita está em gelo fino comigo!"

– Onde você estava, Julieta?! – gritou Consorte – Por que não me avisou onde estava? A senhorita está em gelo fino comigo!

Hervano fingiu uma tosse, chamando a atenção do anfitrião gritalhão.

– Quem são vocês? – reclamou Consorte.

– Somos Hervano e Márcia. Somos os Bonevelho, seus novos vizinhos. – respondeu Hervano. Consorte desfez sua cara amarrada e logo quis amaciar a situação:

– Oh, desculpem-me a descortesia. Ela só me preocupou. Entrem! – respondeu Consorte. Os três entraram de imediato. Ele estendeu logo a mão, e apresentou-se: – Sou Consorte Caputo, CEO mais influente da região.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (09).jpg

Ele estendeu logo a mão, e apresentou-se: "Sou Consorte Caputo, CEO mais influente da região."

– Sou Hervano Bonevelho, e ela, Márcia. É um prazer. – falou.

– Vá pro seu quarto, vamos conversar depois! – falou Consorte, sério, para Julieta. Ela subiu as escadas, triste. Hervano e Márcia – Então, há quanto tempo vocês estão em Vila Verona?

– Eu, minha esposa e filhas chegamos apenas hoje. – falou Hervano.

– Oh, ora! Minhas boas-vindas, então! – falou Consorte, com um sorriso amarelo. – Encontramos o senhor no Calçadão Otelo discutindo com o senhor Montez. – falou Márcia.

– Oh, aquilo… não é nada. Eu e o senhor Montez somos arqui-inimigos há anos. – falou Consorte, falando como se fosse tudo normal.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (10).jpg

"Oh, aquilo… não é nada. Eu e o senhor Montez somos arqui-inimigos há anos."

– Entendi... – falou Márcia, impressionada com a indiferença das palavras – E como vai seu relacionamento com a Julieta?

– Ora, não é uma garotinha precoce? – gracejou Consorte – Só tenho que manter ela na linha, sabe? A irmã dela, Hérmia também é rebelde, acho que é esse negócio de Internet que põe minhoca na cabeça delas. Mas tenho Tebaldo, o irmão delas, que me ajuda a mantê-las na linha. Ele é o único que odeia os Montez como eu.

O clima ficou pesado. Consorte falava destes problemas sérios sem o menor pudor – a rixa entre as famílias, a opressão dentro da casa – e eles acharam melhor se despedirem.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (11).jpg

Há uns minutos atrás, Coralina, Jeanie e Romeu chegaram no Rancho Montez.

Há uns minutos atrás, Coralina, Jeanie e Romeu chegaram no Rancho Montez. Coralina parou o carro na frente da casa, e Romeu, no banco de trás, suspirou. Chegando na frente da casa, encontraram Isabella e Patrício Montez na frente, olhando com raiva para ele.

– Boa noite, senhores Montez. – falou Coralina – Queria trazer para casa com segurança seu neto.

– Quem são vocês? – perguntou Patrício, seco.

– Somos suas novas vizinhas. Eu, meu pai e minha irmã nos mudamos para cá apenas hoje. – respondeu Jeanie.

– Oh, sejam bem-vindos. – falou Isabella – Desculpem-nos a rispidez.

– Romeu, pro seu quarto agora. – falou Patrício, com uma frieza notável – Conversaremos sobre hoje depois.

Romeu suspirou, mas foi pra dentro.

– Querem entrar? – perguntou Isabella. As duas concordaram. Foram todos em direção ao jardim, e sentaram-se num banco ali perto.

– E os seus filhos? – perguntou Jeanie.

– Temos três filhos, Cláudio, Antônio e Bianca. – falou Patrício.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (12).jpg

"Temos três filhos, Cláudio, Antônio e Bianca", falou Patrício.

– E onde estão? – perguntou Coralina.

– Antônio e Bianca vivem aqui em Vila Verona. Antônio é o gerente do restaurante da nossa família, não sei se já foram lá. – falou Isabella, com orgulho de sua prole – Cláudio faleceu uns anos atrás.

– Nossos pêsames. – falou Coralina, um pouquinho chocada.

– Mas eles nos deram dois belos netos: Romeu e Mercúcio. – falou Isabella, que logo suspirou – Gostaria que fossem crianças ainda. Nem quando eles eram moleques se metiam em tanta confusão como atualmente.

Silêncio. Isabella divagava, perdida nos seus pensamentos. As suas visitas permaneceram impressionadas com o que haviam ouvido. Patrício notava o estado de sua esposa, e estava pronto para reagir.

– Sinto falta de Cláudio... – suspirou Isabella novamente.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (13).jpg

"Isa, você sabe que a culpa é obviamente dos Caputo, não?"

– Isa, você sabe que a culpa é obviamente dos Caputo, não? – falou Patrício – Afinal, foram eles que começaram tudo isso.

Houve um grande silêncio. Isabella parecia um pouco emocionada e Patrício parecia ríspido e inflexível sobre o assunto. Visando voltar para casa e sair dessa situação constrangedora, Coralina rompeu o silêncio que reinava na sala.

– É hora de irmos. – falou Coralina.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (14).jpg

"É hora de irmos."

– Boa noite. – falou Patrício – Pode acompanhá-las até a porta, Isabella?

Patrício se afastou do local, indo em direção ao quarto de Romeu, e Isabella acompanhou elas até a frente da casa. Coralina e Jeanie estavam indo em direção ao carro, e mal perceberam quando Isabella voltou a falar.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (15).jpg

"Olha, sobre a rixa..."

– Olha, sobre a rixa... – falou Isabella. Coralina e Jeanie estavam surpresas por a anfitriã ter ressaltado o assunto. – Sei que vocês podem ter ficado desconfortáveis, mas eu também queria que toda essa briga terminasse. Essa rixa comprometeu nossa família. Tenho quase certeza que foi isso o que matou Cláudio e Olívia, a esposa dele... – falou Isabella – Até o meu pobre e querido Antônio enviuvou.

– Nossa, é realmente uma pena. – falou Coralina. – Mas a senhora suspeita que haja uma ligação entre essas mortes?

– Sim! É nisso que eu acredito! – falou Isabella – Tento achar provas há muitos anos, mas não encontrei nenhuma sequer. Tenho que entregar o espaço do nosso restaurante em Cliffside Retreat. Vai ser difícil, nosso Cláudio era chef de lá. São muitas memórias que mantemos lá.

– Vamos procurar provas pra senhora, dona Isabella. – falou Jeanie.

– Muito obrigada. Boa noite. – respondeu Isabella, se afastando. Coralina pegou o celular e avisou Hervano.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (16).jpg

Perto dali, alguém observava as duas, sem fazer ruído algum. Jeanie desconfiou de algo.

– Amor, já levamos Romeu para casa. Estamos chegando. – falou Coralina. Perto dali, alguém observava as duas, sem fazer ruído algum. Jeanie desconfiou de algo. Ambos desligaram os celulares, e quando Coralina guardou o celular, ela virou os olhos para sua filha, que olhava para o nada.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (17).jpg

Coralina guardou o celular, ela virou os olhos para sua filha, que olhava para o nada.

– Para onde está olhando, querida? – perguntou Coralina.

– Não sei. Acho que vi alguém por ali… – falou Jeanie. Ela se aproximou lentamente da palmeira que parecia esconder algo ou alguém, mas não achou nada.

Feridas Antigas - Capítulo 2 (18).jpg

Ela se aproximou lentamente da palmeira que parecia esconder algo ou alguém, mas não achou nada.

– Viu? Ninguém! – falou Coralina, atrás dela – Volte pra cá, filha. Já está escuro e não sabemos se as ruas são perigosas.

Jeanie ficou confusa com a situação. Jurava ter visto alguém. Ela logo viu alguém correndo para longe, em direção à outra casa e gritou:

– Ei, você! Volte aqui!

Feridas Antigas - Capítulo 2 (19).jpg

"Ei, você! Volte aqui!"

Jeanie estava um pouco revoltada com aquele ser. Quem ele pensava que era para ficar bisbilhotando os outros deste jeito? A contragosto ela entrou no carro, mas o que aconteceu permaneceu na mente dela. "Vou descobrir quem estava ali", pensou Jeanie. "Ah se vou!"

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória