FANDOM


Uma Atitude
Nome Uma Atitude
Escrito por AmandaMM
Data de lançamento 3 de Março de 2014
Simsérie Eternamente
Classificação A leitura não é recomendada para menores de 12 (doze) anos. 12 anos

Cronologia
Temporada
Capítulo Anterior O Baile
Próximo Capítulo A Revelação
Mudou-se.png

Propriedade

Eternamente - 1x10: Uma Atitude é de propriedade de AmandaMM. A menos que a edição seja construtiva ou de poucos detalhes, peça permissão ao autor para editar a página.

O que seria isso? Tudo estava rodando e... Como eu vim parar aqui? Diante do que eu sou e de quem eu fui? O que devo fazer? Estaria tudo pela metade? Eu estou realmente muito confuso... É muito estranho sentir que eu mesmo estou de costas para mim.

Eternamente - 1x10 (01).png

Porque estou preso nesse devaneio? Porque meu outro eu está tão confuso? Porque aqui estou... Eu deveria está em minha residência com meu pai tirando as bebidas de sua vista. Sinto-me tão estranho ao saber que meu outro eu está de costas está para mim.

Eternamente - 1x10 (02).png

Ouço-o se levantar, ouço-o se aproximar, sinto o seu coração bater como se fosse o meu, como se o contato de nossas almas interferissem nos nossos sentidos, somos a mesma pessoa. Mas por que...

Eternamente - 1x10 (03).png

Meu eu diz a mim:

- És tão estranho meu futuro, seus cabelos tão incomuns, suas vestes tão impróprias, sua pele mal parece um dia ter sentido a luz do sol... E este lugar? Tudo tão... Tudo parece de outro mundo.

Eu me levanto, viro-me e olho em seus olhos, vejo os meus olhos, vejo seus olhos, vejo meus olhos mais puros do que são hoje, vemos a nossa alma.

Eternamente - 1x10 (04).png

Encaramos-nos de outra forma, consigo me irritar comigo mesmo e digo elevando o tom:

- A culpa não é minha se está parado no tempo! A culpa não é minha do seu pai ter morrido de tanto álcool em suas veias, a culpa não é minha... A culpa é sua, quando tivemos a oportunidade de sermos felizes... Você a perdeu!

Eternamente - 1x10 (05).png

Procuro normalizar, suspirar fundo, ele ainda a me encarar diz:

- Nada sei do que diz, nada sei, sei apenas o que tu sabes, estou vivendo ainda... Sou jovem ainda... Nada sei do que diz, torno a dizer de que, nada sei, e se nada sei nada tu sabes. Porque eu sou tu.

E eu digo:

- E você sou eu.

Ele normaliza assim como eu, continuamos a nos olhar, ele então diz um pouco sério:

- Vi tua alma, está um pouco escura. Algo vai acontecer para que isso ocorra. Algo ruim...

Eu digo um pouco triste:

- Já aconteceu.

Ele olha com mais atenção para mim, eu então digo:

- Meu avô dizia que o que perdemos era capaz de curar todas as feridas, de dá o que chamamos da eterna felicidade, apenas não imaginei que...

Ele diz soando como um chute involuntário:

- Amor.

Eu balanço a cabeça. Ele então diz:

- Se eu sou tu e tu eu, sinto muito. Sinto muito pelo que ocorreu e sinto mais ainda por não reagir. Diz-se culpa minha é, culpa sua também, reflita...

Eternamente - 1x10 (06).png

Sinto meu coração doer profundamente, eu então digo a ele enquanto sinto uma aguda vontade de chorar:

- Está doendo?

Suas expressões mudam, ele balança a cabeça, mas continua a falar normalmente:

- Há alguma oportunidade de... de corrigir o erro que cometemos?

Eu balanço a cabeça e digo, sentindo um estranho alivio:

- Sim, temos sim.

Dou uma pausa para respirar um pouco mais profundamente e continuo:

- A encontrei, a conheci, quando a vi pela primeira vez... Quis dá meia volta para longe dali. É impossível.

Ele diz curioso:

- Por quê?

Eu não respondo.

Eternamente - 1x10 (07).png

Ele então diz:

- Está tudo em suas mãos. Sabes do passado, não sabes do futuro, ninguém sabe, porém sabes o que fazer. Não perca tempo... Ela precisa saber, precisas assumir.

Eu abaixo a cabeça e digo de forma melancólica:

- Ela não me merece. Sou um lixo, não presto. Você era puro, você era merecedor de seu amor, eu... Eu não.

Ele diz um pouco sério:

- Um minuto...

Ele pensa, eu também penso, e nós dizemos ao mesmo tempo:

- A alma...

Ele então diz:

- Estava um pouco poluída, consigo sentir em teus olhos.

Eu digo:

- Sofreste muito com a perda dela, sofreste tanto que isso aconteceu. Sou estragado, a principal conseqüência disso é... É difícil falar.

Dou uma pausa e digo:

- Sou cleptomaníaco. Desde a infância. Ele abaixa a cabeça e nada diz. Eu faço o mesmo.

Erguemos a cabeça ao mesmo tempo, ele diz rapidamente:

- Mas você não a ama?

Eu digo em sincronia:

- Sim eu a amo.

Ele diz logo em seguida:

- Ela vai aceitar-te como é. Porque ela o ama, és algo demasiadamente antigo.

Eu digo com um sorriso largo:

- Ela me ama. Ela vai me aceitar então!

Eternamente - 1x10 (08).png

Sorrimos um para o outro e eu digo: - Muito obrigado, Bernard, ou melhor, eu. Muito obrigado mesmo.

Ele sorri e diz:

- Apenas acorde e tome uma atitude.

Quando abro os olhos, estou na cama da minha mãe, com a cabeça latejando e olhando para tudo com um novo olhar enquanto ouço essa chuva de granizo.

Eternamente - 1x10 (09).png

Arrumo a cama e desço lentamente, não estou bem... Não lembro muito bem do que aconteceu no baile ontem, lembro apenas de ter dançado com Mia a maneira que me foi ensinada ainda quando eu morava em Monte Vista... Se aconteceu algo mais, deve ser esse o motivo da minha precária situação.

Na cozinha, encontro minha mãe comendo uma tigela de cereais, ela trabalha com comida, mas tem preguiça de cozinhar, eu definitivamente não entendo, ao ver os cereais, fico muito enjoado, minha mãe finalmente me percebe e se levanta para vim a mim enquanto diz:

- Filho! Está tudo bem com você? O que aconteceu ontem?

Eu digo enquanto aperto a barriga para parar de doer:

- Daí uma coisa que eu gostaria de saber.

Minha mãe olha bem para mim e depois diz com um pouco de seriedade:

- O pai de sua colega Mia te trouxe aqui ontem desmaiado. Queria muito saber o que houve... Mas coisa boa eu duvido que seja.

Eu não respondo. Olho acidentalmente para a tigela de cereais e digo me sentindo mal:

- Tire isso da minha vista ou acho que vou vomitar!

Minha mãe dá um jeito nos cereais e depois diz:

- Mas você precisa se alimentar.

Eu digo rapidamente:

- Nesse momento não, por favor.

Minha mãe se retira.

São quase meio dia, tomei um banho e meu aspecto de acabado literalmente foi por água a baixo, minha cabeça está quase parando de doer, sinto-me bem ao dizer isto. Consegui tomar um suco a pouco tempo, então não vou morrer de fome. Agora vou mandar uma mensagem para Mia, ela é a única que pode vim aqui e me explicar o que aconteceu, assim como eu o único para contar tudo o que venho a esconder dela.

Eternamente - 1x10 (10).png

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória