FANDOM


Vou Fazer o Meu Melhor
AHPT - Capítulo 8.jpg
Nome Vou Fazer o Meu Melhor
Escrito por [[Usuário:Mar99 wiki|Mar99 wiki]]
Data de lançamento 04 de Outubro de 2013
Simsérie A História do Palhaço Triste

Cronologia
Capítulo Anterior O (In)Desejado Sucesso
Próximo Capítulo O Que Sou Agora
Mudou-se.png

Propriedade

A História do Palhaço Triste - Capítulo 8: Vou Fazer o Meu Melhor é de propriedade de Mar99 wiki. A menos que a edição seja construtiva ou de poucos detalhes, peça permissão ao autor para editar a página.
– Nunca estive tão perto deles. Eu TENHO QUE VÊ-LOS!
– O QUÊ?! – pensei para a voz dentro de mim – Nunca estive tão perto deles. Eu TENHO QUE VÊ-LOS!

– VOCÊ NÃO PODE! – gritou Pérsio – VOLTE PARA A BASE, IMEDIATAMENTE!

AHPT - Capítulo 8 (02).jpg

Pérsio jogou uma magia, mesmo de longe, para mim. O brilho verde me envolveu e apareci novamente na base...

– NÃO! – gritei, alto. Pérsio jogou uma magia, mesmo de longe, para mim. O brilho verde me envolveu e apareci novamente na base, com minhas roupas normais (muito melhor do que aquela roupa de palhaço). Pérsio me olhava furioso, mas eu não liguei e logo gritei:

– NÃO! EU ESTAVA TÃO PERTO!

AHPT - Capítulo 8 (03).jpg

– VOCÊ SABE QUE ESTÁ EM UMA MISSÃO! – falou Pérsio – Não pode voltar a vê-los.

– VOCÊ SABE QUE ESTÁ EM UMA MISSÃO! – falou Pérsio – Não pode voltar a vê-los.

– Ah, por favor! – resmunguei.

AHPT - Capítulo 8 (04).jpg

– Na verdade, foi por isso que lhe trazemos aqui, invés de lhe levar para seu quarto. – falou um membro.

– Na verdade, foi por isso que lhe trazemos aqui, invés de lhe levar para seu quarto. – falou um membro.

– Temos uma proposta, Palhaço – falou Chefe – Se fizer seu trabalho direito por um ano, nós vamos ressuscitá-lo.

– Sério? – meus olhos se encheram de esperança. O Chefe apenas fez “sim” com a cabeça.

– Nesse período de tempo, as coisas já devem ter se normalizado. – falou Pérsio – Então, Chefe vai lhe levar à sua família. E você não vai se lembrar de nada.

AHPT - Capítulo 8 (05).jpg

Animei-me totalmente. Agradeci tanto eles que esqueci quantas vezes. Uma nova chance para ter uma vida normal!

Animei-me totalmente. Agradeci tanto eles que esqueci quantas vezes. Uma nova chance para ter uma vida normal! Vou tentar fazer o meu melhor. Horas depois, à noite, eu pude ver, pela televisão, como as coisas andavam no circo.

Roberta estava muito triste. Estava falando com o Chefe, que já tinha voltado ao mundo Sim. Ela continuava chorando pela minha morte.

– Você tem certeza disso? – perguntou o Chefe. “Disso o quê?”, logo me perguntei.

AHPT - Capítulo 8 (09).jpg

– Não tenho nada que me ligue mais a esse circo. – falou Roberta, triste e pensativa – Tenho ficado muito triste desde que Palhaço morreu que não consigo me concentrar no meu trabalho mais.

– Não tenho nada que me ligue mais a esse circo. – falou Roberta, triste e pensativa – Tenho ficado muito triste desde que Palhaço morreu que não consigo me concentrar no meu trabalho mais.

– Mas vai para onde quando sair daqui? – “Sair do circo?!”, pensei – Você tem uma família? Digo… um lar sólido que possa lhe ajudar?

– Vou ficar bem, Chefe. Não se preocupe. –“Não, Roberta, não vá!” – Minha família vai poder me ajudar. Ela tem dinheiro. Uma casa fixa. Vou poder descansar bem antes que meu filho nasça.

– Bem, não posso lhe segurar aqui. – falou Chefe. Ele ficou pensativo, olhando para baixo. Aposto que estava pensando na minha volta, e que eu teria chance. – Por favor, Roberta. Fique. Fique mais um tempo aqui. Você não vai precisar se apresentar mais. – “Isso!”, pensei. “Isso! Faça o que ele diz!”.

– Desculpe-me, Chefe, mas não posso. – falou Roberta. “Não, não!”, pensei. – Tive ótimos momentos aqui. É um lugar ótimo… vocês mesmos me acolheram como família… mas eu devo partir.

AHPT - Capítulo 8 (08).jpg

– Tem ideia para onde ir? – perguntou o Chefe – Quero manter contato, qualquer coisa…

– Tem ideia para onde ir? – perguntou o Chefe – Quero manter contato, qualquer coisa… – visivelmente, com “qualquer coisa”, o Chefe quis dizer “até que o Palhaço volte”.

– Minha família mora há anos em uma cidade um pouco distante. – falou Roberta. “Qual o nome?”, repeti. “Qual é o nome desse lugar?” – Ainda não tenho um telefone ou algo para manter contato. Infelizmente.

– Bem. – falou o Chefe. “Não! Não!”, pensei. “Faça-a ficar! Faça-a ficar!” – Eu não posso fazer nada para que fique conosco. Aqui está o seu último pagamento. – falou, entregando-a um envelope – Que tenha sorte.

Chefe abraçou Roberta e acariciou sua barriga. Roberta saiu da sala. A televisão desligou. Droga. Ela vai fugir de mim para sempre. Não sei para onde vai. Vai demorar muito para encontrá-la novamente… Eu não vou encontrá-la novamente. Abracei-me. Deprimi-me mais ainda com o que havia acabado de ouvir. Mas vou tentar fazer meu trabalho… para alcançar a ressurreição.

Perdição. Perdição. Esse é o meu destino. O ano acabou. E não fiz nenhum progresso. Tudo ficou pior. Vários se deprimiram ainda mais quando eu aparecia. E outra coisa contribuiu para que tudo ficasse pior. Com as minhas visitas deprimentes e enjoativas, a PAPT surgiu.

PAPT, sigla que significa “Patrulha Anti-Palhaço Triste” enterrou toda a minha esperança de ser ressuscitado. Consistiam em três homens que, quando chamados, entravam na casa dos Sims e destruíam completamente o meu autorretrato das suas casas, impossibilitando minha visita.

AHPT - Capítulo 8 (12).jpg

Finalmente, o dia da desgraça.

Finalmente, o dia da desgraça. Reunião com a ACS. Pérsio e todos os outros me olhavam torto. Exceto o Chefe – que tinha uma cara de preocupação – e por outro membro – que parecia estar avaliando a minha situação.

– Então – falou Pérsio – Tudo termina nisso?

– Creio que sim. – falei.

– Você está ciente que falhando do jeito que falhou – falou um membro – estará perdendo o direito à ressurreição?

AHPT - Capítulo 8 (15).jpg

– Sim. – falei baixo.

– Sim. – falei baixo.

– Mas é bem feito. – falou Pérsio, nervoso. Olhei para ele com uma cara de: “COMO?!” – Ora, onde já se viu?! Um palhaço NASCEU para fazer rir.

– Eu sei muito bem disso, SENHOR – resmunguei amargamente essa última palavra – Pérsio.

AHPT - Capítulo 8 (16).jpg

– Humpf. – bufou ele, incomodado com o que falei – Sua existência como CAPACHO dos Sims parece ter parado de estragar NaçãoSim.

– Humpf. – bufou ele, incomodado com o que falei – Sua existência como CAPACHO dos Sims parece ter parado de estragar NaçãoSim.

– Seja como for. – falei. Fiquei realmente incomodado com “capacho” e “estragar”, mas eu não tinha nada a fazer.

– Não se importa? – perguntou Pérsio – Estamos julgando o seu futuro aqui. 

– Não. – falei – Nada me prende ao mundo Sim agora.

– Tudo pelos seus amigos inúteis, de lá? – menosprezou Pérsio que, irritado, levantou-se da poltrona – Por que você se liga tanto com aqueles pedacinhos de nada?

– Eles não são “pedacinhos de nada”! – gritei.

AHPT - Capítulo 8 (17).jpg

– Seja como for – desprezou Pérsio – Eu o condeno a toda a eternidade trabalhando como Palhaço Triste. Você vai ter que fazer as pessoas gostarem de você e-

– Seja como for – desprezou Pérsio – Eu o condeno a toda a eternidade trabalhando como Palhaço Triste. Você vai ter que fazer as pessoas gostarem de você e-

– ESPERE! – gritou um membro. Quando vi, era aquele que estava estudando minha situação. Levantou-se e começou a falar: – Me chamo Sebastião, Palhaço… eu tenho uma ideia melhor para o seu futuro.

AHPT - Capítulo 8 (18).jpg

– ESPERE! – gritou um membro. Quando vi, era aquele que estava estudando minha situação. Levantou-se e começou a falar: – Me chamo Sebastião, Palhaço… eu tenho uma ideia melhor para o seu futuro.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória