FANDOM


Desenrolamentos
Capa Ep 3.png
Nome Desenrolamentos
Escrito por [[Usuário:AtMisaelChannel|AtMisaelChannel]]
Data de lançamento 14 de Outubro de 2013
Simsérie A História de Olívia Espectro

Cronologia
Temporada 1
Capítulo Anterior Capítulo 2: O Demônio Veste Preto
Próximo Capítulo Capítulo 4: Amor ou Dinheiro?
Mudou-se.png

Propriedade

A História de Olívia Espectro - Capítulo 3: Desenrolamentos é de propriedade de AtMisaelChannel. A menos que a edição seja construtiva ou de poucos detalhes, peça permissão ao autor para editar a página.
Predefinição:Classificação capítulo 12 anos

Informações do Episódio

"Desenrolamentos" é o terceiro capítulo de AHOE. Sua estreia será no dia 13 de Outubro de 2013, no domingo. Ele foi escrito, corrigido e editado no dia 12 de Outubro de 2013 as 23:30, e as fotos do capítulo tiradas no mesmo dia. Devido a um erro, sua estreia, de 13 de Outubro de 2013, passou para 14 de Outubro de 2013. O episódio contará um pouco sobre a adolescência de Olívia e de Villona. Contará as primeiras sensações como uma adolescente e o primeiro relacionamento. Olívia se interessará por Amadeu Tanásia (falsamente, pois ela só está atrás de seu dinheiro) e Villona amará verdadeiramente Creonte Nigma. Jô Milton, uma personagem secundária, fará uma participação. Peponi e Lerato, pais de Olívia e Villona, farão uma pequena participação especial no episódio.

Episódio

AHOE - Foto 41.png

Ah... Minha adolescência... É tão bom sentir o cheiro da juventude... Lembro-me bem daquela época... Divertida e engraçada... Um pouco estranha, mas eu ainda gostei. Eu vivia frequentando os shoppings...

Ah... Minha adolescência... É tão bom sentir o cheiro da juventude... Lembro-me bem daquela época... Divertida e engraçada... Um pouco estranha, mas eu ainda gostei. Eu vivia frequentando os shoppings... Saindo com minhas amigas... Elas eram loucas por aquele sapato de couro! Aaaah! Aqueles problemas todos com o cartão de crédito da mamãe, meu Deus! Ela ficou uma fera quando descobriu A princípio tinha sido tudo bem, mas tive que fazer diversas coisas pra pagá-la novamente! Minha adolescência foi louca... Parece que tudo isso foi ontem!

AHOE - Foto 42.png

Esta é a minha irmã mais nova, Villona! Sempre tão travessa, Villona pouco se mentia em encrenca, como eu! Ela se dedicava mais aos estudos, na qual ela sempre apresentava um boletim A+ na escola.

Esta é a minha irmã mais nova, Villona! Sempre tão travessa, Villona pouco se mentia em encrenca, como eu! Ela se dedicava mais aos estudos, na qual ela sempre apresentava um boletim A+ na escola. Papai a cobria de beijos, enquanto mamãe derramava lágrimas; eu tirava apenas C-, D-. Tive que melhorar minhas notas, e muito, se eu quisesse ganhar um presentinho. Para ajudar a família, minha irmã Villona se contratou em um emprego de meio período na padaria e outro na Carreira Oportunista, enquanto eu ajudava meu pai e lucrava um pouco, conseguimos ficar um pouco ricos, de tanto trabalho duro e honesto. Vil (como eu a chamava) uma ótima pessoa.

AHOE - Foto 43.png

Espera, não acaba por aí! Conhecemos nossas paixões: Eu me "apaixonei" por Amadeu Tanásia. Não, exatamente, mas eu gostava um pouco dele. Ele era dos Gangue Pesadas da escola, mas não era má pessoa, ele tirava boas notas.

Espera, não acaba por aí! Conhecemos nossas paixões: Eu me "apaixonei" por Amadeu Tanásia. Não, exatamente, mas eu gostava um pouco dele. Ele era dos Gangue Pesadas da escola, mas não era má pessoa, ele tirava boas notas. Ele tinha uma fortuna desejável. Eu queria dar o golpe do baú, literalmente. Fingi que gostava dele, para, quando eu crescesse, eu pudesse ficar com seu dinheiro. Queria ajudar a minha família... A pesar de sermos pouco ricos, eu queria acumular uma fortuna para o futuro. Villona, minha irmãzinha, se apaixonou por Creonte Nigma. Ele participava do grupo de artes com ela. Foi daí que foi surgindo o interesse dela por ele, e ele por ela. De vez em quando, eu e minha irmã matávamos aula para nos encontrar com nossos amores. Visitávamos outros locais, e nos divertíamos muito. Era nós 4. Amadeu era o melhor amigo de Creonte.

AHOE - Foto 44.png

Quando voltávamos para a casa, nos deparávamos com nossos pais lá, batendo os pés no chão e bufando de raiva. Sempre inventávamos desculpas para sair daquela furada, mas as vezes, nunca rolava...

Quando voltávamos para a casa, nos deparávamos com nossos pais lá, batendo os pés no chão e bufando de raiva. Sempre inventávamos desculpas para sair daquela furada, mas as vezes, nunca rolava... Chegava a ser algo fixo. Minha mãe, Lerato, compreendia, pois éramos jovens e ela dizia que era normal nós, termos namoradinhos, mas não justificava chegarmos muito tarde. Papai, morria de ciúmes de nós, e já não gostava que tivéssemos namorados. Quando a gente chegava em casa, meu pai, Peponi, era o mais raivoso: gritava conosco e nos deixava de castigo, porque era pro nosso "bem"... Sei! Mas logo eu compreendia. Papai era muito rigoroso, andava, quase sempre, muito sério e muito bravo. Eu e minha irmã bolávamos planos pra tentar sair escondido com nossos namorados, que, na maioria das vezes, falhava. Nossa sorte, é que as vezes, nossa empregada, Jéssica Ebadi sempre nos dava uma forcinha pra escapar.

AHOE - Foto 45.png

Ás vezes, quando estávamos sozinha em casa, com sem nossos namorados e sem fazer nada, a gente ficava conversando, e eu a contava meus segredos mais íntimos, e ela os seus.

Ás vezes, quando estávamos sozinha em casa, com sem nossos namorados e sem fazer nada, a gente ficava conversando, e eu a contava meus segredos mais íntimos, e ela os seus. Ás vezes, eu ficava inconsolável, mas ela estava sempre lá, para me apoiar, me dar auto-estima, confiança, e eu também. Formávamos uma dupla e tanto, com certeza!

AHOE - Foto 46.png

Nas noites, Villona e eu escovávamos os dentes, vestíamos nossos pijamas e íamos dormir. Bem, quase... Exceto pelo surgimento repentino daquela criatura novamente...

Nas noites, Villona e eu escovávamos os dentes, vestíamos nossos pijamas e íamos dormir. Bem, quase... Exceto pelo surgimento repentino daquela criatura novamente... Só que, ao invés de aparecer pela janela, aparecia aqui dentro do meu quarto, flutuando. Eu não tinha mais medo dela. Porém, eu tinha uma sensação estranha... Eu só ficava a observando. Mas, como sempre, que eu tentava a mostrar pra alguém, ela sumia do nada, mas sempre voltava. O estranho é que, dessa vez, um coração enorme ficava perto daquela coisa... OMG! Será que aquilo está apaixonado por mim? Meu Deus! Ela fica falando: "É você... Eu preciso de você... Eu te amo..." Mas o quê? Não acredito... Eu já tinha namorado, o Amadeu! O que diabos essa criatura queria de mim?

AHOE - Foto 47.png

Em um dia qualquer, estávamos lá: eu, Amadeu, minha irmã Villona e Creonte. Uma coisa tinha aparecido do nada, daí foi surgindo uns trecos azuis em volta dela.

Em um dia qualquer, estávamos lá: eu, Amadeu, minha irmã Villona e Creonte. Uma coisa tinha aparecido do nada, daí foi surgindo uns trecos azuis em volta dela. Daí ela parou no ar com uma pose. Meu Deus! O que será aquilo? Nós 4 sentimos medo quando vimos aquilo!

AHOE - Foto 48.png

Parecia ser um demônio! Tinha chifres, dois olhos vermelhos e negros e duas asas pretas que faziam barulho ao balançar-se ao vento. Aquela coisa olhou pra nós de uma forma tão estranha...

Parecia ser um demônio! Tinha chifres, dois olhos vermelhos e negros e duas asas pretas que faziam barulho ao balançar-se ao vento. Aquela coisa olhou pra nós de uma forma tão estranha... Parecia que nós éramos bandidos e nos olhava com aquela cara: "eu sei que foram vocês que roubaram aquele banco!". Dava bastante medo estar naquela cena, presenciando tudo. Ela abriu suas asas e correu atrás de nós, como se quisesse nos pegar. Tropecei diversas vezes, mas parece que ela não deu bola para mim. Muito menos para Amadeu. Ela ficou correndo atrás de Creonte e Villona. Eles correram muito, e ficaram muito cansados, até que foram pegos por ela e foram pegos igual bonecos no ar: ela ficou rodeando-os diversas vezes no ar, quase vomitaram.

AHOE - Foto 49.png

Aquela criatura os arremessaram diante, no ar. Villona já tinha caído de uma forma muito dolorosa, enquanto Creonte acabara de ser jogado.

Aquela criatura os arremessaram diante, no ar. Villona já tinha caído de uma forma muito dolorosa, enquanto Creonte acabara de ser jogado. Em seguida, ela desapareceu, do nada, rindo, de uma forma muito estranha e misteriosa.

AHOE - Foto 50.png

Eles estavam lá, caídos, pareciam mortos. De tão forte que foi o impacto com o chão, eles desmaiaram. Eu chorei demais quando presenciei aquela cena. Minha irmã lá no chão, enquanto Creonte, seu namorado, estava lá.

Eles estavam lá, caídos, pareciam mortos. De tão forte que foi o impacto com o chão, eles desmaiaram. Eu chorei demais quando presenciei aquela cena. Minha irmã lá no chão, enquanto Creonte, seu namorado, estava lá. Amadeu tentou me consolar, mas eu fiquei inconsolável. Rapidamente, chamei meus pais e ligamos para a ambulância. Eles foram levados imediatamente até lá, enquanto todos nós íamos também. Ficamos muitas e muitas horas naquela sala de espera, até que finalmente fomos chamados... Minha irmãzinha tira fraturado uma costela, e por sorte do destino, não tinha sido nada grave. Com Creonte, foi quase. Chamamos seus pais, Hécate e Zog Nigma e eles se perguntaram o que foi, muito preocupados e nervosos com o estado do filho. Nós dizíamos, chorando, que teria sido uma fúria que havia aparecido do nada. Foi algo muito sobrenatural. Ele tinha fraturado a coxa e quase havia dado um traumatismo craniano, o impacto tivera sido muito doloroso e rápido. Dois meses se passaram, e por sorte, eles se recuperaram. Mas, se acontecesse uma outra vez, não teria mais volta. Tentamos nos afastar daquela coisa... Mas não conseguimos.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória