FANDOM


Estamos em Estranhópolis?
Capa AGVV - Cáp. 5
Nome Estamos em Estranhópolis?
Escrito por EiSSy
Data de lançamento 23 de março de 2014
Simsérie A Garota do Vestido Vermelho
Classificação Classificação 12 anos 12 anos

Cronologia
Capítulo Anterior Capítulo 4: Atrás das Grades
Próximo Capítulo Capítulo 6: Todo Mundo Já Sabe
Mudou-se

Propriedade

A Garota do Vestido Vermelho - Capítulo 5: Estamos em Estranhópolis? é de propriedade de EiSSy. A menos que a edição seja construtiva ou de poucos detalhes, peça permissão ao autor para editar a página.
Habilidade3 Escrita
Nota do(a) Autor(a)
Este capítulo faz parte do Especial de Três Dias, para compensar os trinta dias sem novidades da simsérie. Aproveitem!


Após a queda da nave, um grande estrondo é causado, assustando os moradores da região.

AGVV - Foto 40

_O que foi isso?

– O que foi isso? – pergunta Jeanie, que estava almoçando com a família.

– Não sei. – responde João – Vou lá ver.

AGVV - Foto 41

João nota uma enorme fumaça vindo perto da casa dos Bicudo.

Ao sair de casa, João nota uma enorme fumaça saindo de perto da casa dos Bicudo.

– Caramba! Venham ver!

– Que fumaça será essa? – indaga 9 de Souza – Vou até a casa dos Bicudo ver se está tudo bem.

– Cuidado! – exclama Jeanie, preocupada com o marido.

– Não se preocupe.

Ao chegar, 9 de Souza se depara com uma nave alienígena estraçalhada.

– Meu Deus...

AGVV - Foto 42

Ele encontra uma mulher bastante ferida prensada entre os destroços.

Ele encontra uma mulher bastante ferida prensada entre os destroços e vai ajudá-la.

– Está bem, senhora?

– Sim, eu acho... Onde estou?

– Em Estranhópolis.

– Estranhópolis?

– Sim. Venha comigo, está muito ferida. Vou levá-la até minha casa. A propósito, qual seu nome?

– Meu nome? Eu... não sei...

~*~

“Mas o que houve?” A ET Rainha se pergunta para si mesma, ferida e entre os destroços de sua nave.

– Ah... Não! Merda! Maldição! Droga! Lixo! Preciso de resgate! Onde está o maldito bipe? – Ela olha de um lado para o outro, tentando localizar o aparelho.

– AHÁ! – berra, ao encontrá-lo.

A alienígena pressiona o botão do comunicador:

AGVV - Foto 43

– Atenção, seus imprestáveis! VENHAM ME SALVAR AGORA!

– Atenção, seus imprestáveis! A nave central caiu em terreno desconhecido! VENHAM ME SALVAR AGORA! SE EU MORRER ANTES DE VOCÊS CHEGAREM EM JURO QUE ME RESSUSCITO E MATO TODOS VOCÊS!

Segundos depois, o resgate aparece e um ET desce da nave.

– Inútil! Demorou demais!

– Perdão, Rainha! – desculpou-se o alien, dirigindo-se em seguida aos destroços, a fim de procurar algum dos colegas e resgatá-lo.

– Mas o que pensa que está fazendo?

– Bom, eu...

– CALE-SE! VAMOS EMBORA AGORA!

– Mas e os out...

AGVV - Foto 44

– ELES QUE MORRAM! ME LEVE DE VOLTA AGORA!

– ELES QUE MORRAM! ME LEVE DE VOLTA AGORA! ESTOU MANDANDO!

Sem questionar, o ET satisfaz as ordens da Rainha.

~*~

– Como assim ela não sabe o nome dela? – indagou Jeanie ao marido.

– É isso mesmo.

AGVV - Foto 45

– Mas como pode abrigar aqui em casa uma desconhecida?

– Mas como pode abrigar aqui em casa uma desconhecida? E se ela está machucada assim porque se envolveu em encrencas? E as crianças? E se...

– Calma querida! Tenho certeza que é uma pessoa boa. Se estava numa nave alienígena, não foi porque quis, não acha?

– Acho...

– Então? Creio que, diante das circunstâncias...

– Ok, amor. Entendi. Eu confio em você. Mas o que faremos com ela?

– Ora... Pensei em leva-la ao hospital.

– Está certo. Beijos!

Passam-se alguns dias desde que 9 de Souza levou Laura ao hospital, e o resultado dos exames finalmente saem.

– Quer dizer que ela não tem nenhuma lembrança, doutor Mark Antony?

– Exatamente. É como se ela tivesse nascido dias atrás. O espaço de memórias do cérebro dela está praticamente vazio.

AGVV - Foto 46

– ”Praticamente”?

– ”Praticamente”?

– Sim. Digamos que ela tem a mesma quantidade de lembranças que uma criança de três meses, por exemplo.

– Então ela se lembra de algo?

– Sim, mas obviamente não tem jeito de saber o quê. De qualquer modo, é realmente um mistério uma mulher adulta ter esse nível tão inferior de memórias. É como se alguém tivesse feito lavagem cerebral nela... – Mark ri e continua – Mas isso não existe, é claro.

Após uma reflexão, 9 de Souza se lembra de algo que poderia explicar tudo.

~*~

– Me tirem daqui! – implora Don.

– Cala a boca aí, ô playboy! – diz um sujeito, gritando da cela vizinha.

AGVV - Foto 47

– Me tirem daqui, por favor, eu não fiz nada!

Don ignora.

– Me tirem daqui, por favor, eu não fiz nada!

– ISSO É O QUE TODO MUNDO DIZ! AGORA CALA A MERDA DA BOCA QUE EU QUERO DORMIR, FILHO DO DEMÔNIO!

Don resolve se calar para evitar problemas. Começa a enlouquecer:

– Nada... não fiz nada... Hê hê... Há há há...

Um policial, que veio dar um aviso a Don, percebe a cena.

– Pára de dar uma de ator e levanta desse chão, marginal! Tem visita pra você!

AGVV - Foto 48

– Oi, querido!

– Oi, querido! – diz a visita.

– VOCÊ??? MAS O QUE FAZ AQUI?

– Eu é que pergunto! O que andou fazendo pra ir preso, hein?

– Eu não fiz nada!

– Sei... não é o que eu andei sabendo...

– O QUE SABE SOBRE ISSO?

– Mais do que imagina!

– Me conte! AGORA!

– Gritar não vai adiantar de nada. Bom... sua sorte é que vim aqui justamente revelar tudo! Já que agora você é um simples preso e nunca vai conseguir provar nada pra ninguém! - a pessoa ri.

– Filha da mãe...

– Relaxe, que vou satisfazer sua curiosidade!

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória